domingo

IPTU não pago, e daí? A revolta do contribuinte


Tenho acompanhado daqui o movimento iniciado no Leblon de pagamento em juízo do IPTU, agora pagamento somente no final do ano. Motivado por aumentos, cortes nos descontos, áreas desvalorizadas devido a violência e próximas a favelas...

Já estava mais que na hora da população começar a procurar formas de dizer que não aguentamos somente pagar, pagar, pagar e não termos nunca o que nos é de direito.

Somos deveras muito pacatos...aceitamos impassíveis tantas coisa que agora a indignação começa a nos mover...

Precisamos de mais movimentos como esse, organizado, pensado.
Não demora os políticos, que pensam que somos acéfalos, vão começar a dizer: "Ops, os caras tão começando a pensar!"

Juro que pagaria, feliz, todo o imposto que é de meu dever se visse todo ele investido de forma correta.

O que, infelizmente, sabemos, só vai ocorrer quando as próximas gerações tiverem acesso amplo a educação para que possam discernir sobre em quem e como votar.

Vai existir saída.
Tem que existir saída.

Saudades


Um comentário:

malu disse...

Oi Marília !!! E aí querida, como está tudo por aí ? A última notícia foi essa do IPTU ??????
Num achei nenhum post mais atual e...estranhei ...rs rs
Esse finde fui para Terê com vários amigos e lembrei de você. Levei-os na Cachoeira dos Frades...eles amaram, depois te mando fotos : ))
Beijo grande